Sylvia Maluf perde ação contra Nicéa

A mulher do ex-prefeito de São Paulo Paulo Maluf (PPB), Sylvia Luftalla Maluf, perdeu ação de indenização movida contra a ex-primeira-dama Nicéa Pitta.O juiz Marcelo França de Siqueira e Silva, da 25ª Vara Cível da capital, julgou improcedente a ação e condenou a mulher de Maluf a pagar as custas do processo e honorários dos advogados de Nicéa.Sylvia processou a ex-mulher de Celso Pitta (PTN) por declarações dadas ao programa "Passando a Limpo", da Rede Record de Televisão. Nicéa afirmou que a Sylvia lhe entregara carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de várias empresas, para que Pitta as isentasse do pagamento do tributo. A mulher de Maluf negou tudo e afirmou ter sofrido dano moral.O juiz considerou em sua decisão que Nicéa "agiu no exercício regular de um direito ao levar ao conhecimento público as acusações contra os envolvidos." De acordo com o magistrado, Sylvia é uma das acusadas e as supostas irregularidades estão sendo investigadas. A comprovação de culpa de Nicéa, segundo o juiz, é "impossível" e o conteúdo da reportagem veiculada não diz respeito à vida privada de Sylvia e "nem sequer foi ofensiva ou caluniosa à sua honra." O advogado de Sylvia, Ricardo Tosto, disse à reportagem que vai recorrer da sentença ao Tribunal de Justiça (TJ). "Estamos confiantes de que reverteremos essa decisão", afirmou o advogado. O recurso deve demorar cerca de dois anos para ser julgado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.