Suspeitos de tentativa de fraude são flagrados em Alagoas

A juíza Nelma Padilha, da 3ª Zona Eleitoral em Maceió, encaminhou à Justiça Federal os nomes de cerca de 20 pessoas suspeitas de agir a serviço de candidatos à prefeitura da capital alagoana. De acordo com a juíza, os suspeitos trajavam ternos escuros e usavam um broche com o brasão da independência, passando a impressão de que estavam a serviço da Justiça Eleitoral.Quando questionados, disseram que estavam trabalhando no Estado, mas apresentaram títulos que mostravam serem eleitores em Pernambuco.O grupo de suspeitos foi apelidado de "Matrix", em virtude de sua semelhança com os personagens do filme do mesmo nome.A Justiça Eleitoral de Alagoas determinou também a prisão de cerca de 60 pessoas que estavam nas proximidades de Barra de São Miguel, município próximo da capital. Elas chegaram à localidade de ônibus, dizendo que haviam vindo para votar, embora não apresentassem títulos eleitorais para confirmar essa afirmação. A Polícia suspeita que estivessem ali par votar em lugar de eleitores locais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.