Suspeita de corrupção não é motivo para CPI, diz Waldir Pires

O ministro do Controle e da Transparência, Waldir Pires, disse hoje que "é dever" da oposição tentar instaurar uma CPI para investigar o ex-assessor do Palácio do Planalto, Waldomiro Diniz, mas considerou que a suspeita de corrupção não é motivo para uma apuração no Congresso Nacional. "Fazer CPI é causar um tumulto de ação política na Nação", disse Pires. "Não há razão para CPI por causa de um funcionário que praticou um ato corrupto, num país habituado ao ´rouba mas faz´ e a oligarquias que produziram todo o tipo de coisa. Isso não é possível", afirmou o ministro, depois de participar de um debate na TV Câmara. Para Waldir Pires, o dever do governo "foi cumprido", ao demitir Waldomiro Diniz e determinar a instauração de inquérito na Polícia Federal, com o acompanhamento do Ministério Público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.