SUS vai repassar verba maior para presidiários

Ministérios da Justiça e da Saúde assinam nesta terça-feira portaria que inclui o atendimento aos presidiários de todo o País nas verbas do Sistema Único de Saúde (SUS). O piso por preso será de R$ 103,00 mensais.Para receber o dinheiro, os Estados devem cadastrar-se no governo federal. São Paulo, que tem 102 mil presos, receberá R$ 10,5 milhões. O piso básico para a população comum repassado pelo governo federal é de R$ 16,00."Paga-se mais pelo preso porque ele representa uma população de alto risco", diz diretora de Saúde da Secretaria da Administração Penitenciária, Maria Eli Bruno. Até então, detentos não eram incluídos na cálculo da verba do SUS porque não apareciam nas estatísticas como parte da população da cidade onde estão cumprindo suas penas.Assim, o dinheiro para atendê-los devia ser retirado do total destinado à população de onde estava localizada a prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.