Surpreso, Lobão acata decisão do STF

O presidente em exercício do Senado, Edison Lobão (PFL-MA), disse hoje que ficou surpreso com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou ilegítima a sua permanência na presidência do Congresso. "Mas não discuto a decisão. A legitimidade está com o deputado Efraim Morais", afirmou. Segundo ele, tanto o presidente do STF, Marco Aurélio Mello, como o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, tinham se manifestado anteriormente que a prerrogativa de presidir o Congresso é do presidente do Senado.Lobão disse que na próxima semana deverá haver sessão conjunta do Congresso para que as votações pendentes. "Vamos realizar as votações e ganhar tempo", afirmou Lobão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.