Surge novo acampamento de sem-terra no Pontal

O Movimento dos Sem-terra (MST) começou a formar um novo acampamento nesta segunda-feira no município de Sandovalina, no Pontal do Paranapanema, extremo oeste do Estado. Os barracos estão sendo erguidos nos acostamentos da via de acesso da rodovia SP-425 à cidade, a 1,5 quilômetro do centro.Segundo a Polícia Militar, foram construídos 50 barracos até a tarde desta segunda, de um total de 150 que o MST vai transferir para o local. Segundo o prefeito Divaldo Pereira de Oliveira (PMDB), as famílias são provenientes de outro acampamento, localizado na zona rural. ?Não posso permitir que acampem praticamente dentro da cidade?, reagiu.Oliveira pediu a intervenção da Polícia Militar para impedir a construção dos barracos, mas não teve êxito. Os policiais foram até o local, mas alegaram que só poderiam agir com ordem da Justiça. A área invadida pertence ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER). As famílias acampadas são ligadas ao MST de Teodoro Sampaio, que tem divergência com o grupo de Presidente Epitácio, liderado por José Rainha Júnior.O prefeito disse que vai levar o problema ao secretário de Justiça e Defesa da Cidadania do Estado, Alexandre Moraes, que estará nesta terça-feira na região, para tentar dissipar o clima de tensão existente no Pontal, desde que Rainha iniciou a formação de um superacampamento em Presidente Epitácio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.