Supremo suspende equiparação salarial

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a decisão do TJ alagoano que equiparou o salário de procuradores do Estado ao dos integrantes do Executivo. A ministra aplicou o entendimento do STF de que não cabe ao Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar vencimentos de servidores públicos sob fundamento de isonomia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.