Supremo recebe relação de médicos que vão realizar perícia em Genoino

Corte confirmou nesta sexta os nomes que vão analisar o estado de saúde do petista; Genoino está no hospital desde quinta, mas seu quadro é estável

Mateus Coutinho, O Estado de S. Paulo

22 de novembro de 2013 | 16h25

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu nesta sexta-feira, 22 a relação dos médicos que vão realizar a perícia médica no deputado federal licenciado José Genoino. O ex-presidente do PT está internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal desde a tarde de quinta, quando passou mal e teve que deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, e foi levado ao hospital para ser examinado.

Foram indicados os doutores Luiz Fernando Junqueira Júnior (professor titular de Cardiologia da UnB, PhD), Alexandre Visconti Brick (professor doutor de cirurgia cardiovascular da UnB, PhD), Fernando Antibas Atik (médico PhD em cirurgia cardiovascular e preceptor da residência em Cardiologia UnB/IC-DF), Cantídio Lima Vieira (médico cardiologista do HUB e especialista em perícia médica) e Hilda Maria Benevides da Silva de Arruda (médica cardiologista do HUB, mestre em Cardiologia). A assessoria do STF não soube informar quando a equipe vai avaliar o deputado licenciado.

No mesmo dia em que Genoino foi internado, o presidente do STF, Joaquim Barbosa, acatou parcialmente o pedido da defesa do petista e permitiu que ele receba, temporariamente, tratamento médico domiciliar ou hospitalar. Barbosa também solicitou que uma junta médica fosse formada para elaborar uma perícia sobre a situação de saúde deputado licenciado. A partir dessa perícia, então, o presidente do Supremo vai decidir se acata o pedido da defesa para que Genoino seja submetido à prisão domiciliar.

Nesta sexta, o Instituto de Cardiologia do DF divulgou nota afirmando que Genoino teve pressão alta na quinta-feira e que foi descartada a ocorrência de enfarte, como chegou a ser aventada pelo advogado de Genoino. O boletim afirma, porém, que os níveis elevados de pressão arterial podem comprometer o resultado da cirurgia a que o deputado foi submetido em julho.

Segundo a equipe médica, o estado de saúde de Genoino é estável e ele continuará internado até "o controle adequado da pressão arterial e dos parâmetros da coagulação". de acordo com boletim

A junta apresentada ao STF foi indicada pelo superintendente do Hospital Universitário de Brasília e pelo diretor da Faculdade de Medicina da UnB e será presidida pelo doutor Luiz Fernando Junqueira Júnior. Antes da solicitação do exame feita por Barbosa, o petista já havia sido submetido a uma perícia médica do pelo Instituto Médico Legal (IML), que atestou que Genoino tem doença grave e precisa de cuidados específicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.