Supremo determina prisão imediata de mais quatro réus do mensalão

O deputado Valdemar Costa Neto, os ex-deputados Bispo Rodrigues e Pedro Correa e o ex-vice-presidente do Banco Rural Vinicius Samarane devem ser presos ainda nesta quinta pela PF

Felipe Recondo, O Estado de S. Paulo

05 Dezembro 2013 | 17h01

Brasília - O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta quinta-feira, 5, a prisão imediata de mais quatro condenados por envolvimento no mensalão. O deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), os ex-deputados Bispo Rodrigues e Pedro Correa e o ex-vice-presidente do Banco Rural Vinicius Samarane deveão ser presos ainda nesta quinta pela Polícia Federal, que já confirmou o recebimento dos mandados de prisão.

Além deles, já estão presos outros 11 condenados do mensalão. Todos se entregaram à PF logo após a expedição dos mandados, exceto o ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, que é considerado foragido desde o dia 15 de novembro. A prisão dele já foi determinada.

Após ser anunciado a expedição dos mandados de prisão, o advogado do ex-deputado Pedro Correa, Marcelo Leal, chegou à Superintendência da Polícia Federal em Brasília e afirmou que seu cliente está na cidade e deve se entregar à polícia.

Mais conteúdo sobre:
mensalãoSupremoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.