Supremo autoriza transferência de Queiroz e Salgado para Minas Gerais

Condenados por envolvimento no mensalão querem ficar mais próximos das famílias

Agência Estado

18 Dezembro 2013 | 20h57

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, autorizou nesta quarta-feira, 18, a transferência do ex-deputado Romeu Queiroz e do ex-dirigente do Banco Rural José Roberto Salgado, condenados por envolvimento com o esquema do mensalão, para presídios de Minas Gerais. Presos desde novembro no complexo penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, os dois pediram remoção para estabelecimentos prisionais mineiros para ficarem perto de onde vivem suas famílias.

Queiroz deverá cumprir a pena na penitenciária José Maria de Alkmin, em Ribeirão da Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. Salgado será encaminhado à penitenciária Nelson Hungria, localizada em Contagem.

Relator do processo do mensalão, o presidente do STF ainda precisa definir a situação dos ex-deputados federais José Genoino e Roberto Jefferson, também condenados por participação no mensalão. Os dois alegam problemas de saúde e querem ter o direito de cumprir a pena em casa.  

Mais conteúdo sobre:
Mensalão Romeu Queiroz Enivaldo Quadrado

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.