Supremo aceita denúncia contra diretores do Rural

Na primeira decisão de mérito sobre adenúncia do procurador-geral da República, Antonio Fernando deSouza, no caso do mensalão, o Supremo Tribunal Federal (STF)aceitou a denúncia contra quatro diretores e executivos doBanco Rural que deverão responder ação pelo crime de gestãofraudulenta. A denúncia contra Katia Rabello, presidente do banco, JoséRoberto Salgado, Vinícius Samarane e Aynna Tenório de Jesus,foi aceita pelo ministro-relator Joaquim Barbosa, e acompanhadapelos cinco primeiros ministros que declararam seus votos. No total, votam nove ministros. A presidente do STF, EllenGracie, só é obrigada a votar em matérias constitucionais, oque não é o caso. Os quatro diretores do Rural estão entre os 40 denunciadospelo procurador-geral por envolvimento no escândalo políticoque paralizou o governo em 2005. Na denúncia, o procurador Antonio Fernando afirma que oRural concedeu empréstimos irregulares ao PT. De acordo com osautos do inquérito, os diretores do Rural teriam aprovadocréditos sem garantias no valor aproximado de 300 milhões dereais, correspondentes a cerca de 10 por cento da carteira dobanco na época (2003 e 2004).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.