Suposto noivo de Gloria Trevi não a pediu em casamento

Mais um fato complicador surgiu, nesta quarta-feira, na história de Glória Trevi. O diplomata brasileiro Cesário Alexandria, suposto noivo da artista, disse que não a pediu em casamento. Funcionário do setor de passaportes do Itamaraty, Alexandria afirmou que sente ?profunda admiração e carinho? pela cantora mexicana.?Admiração pela talentosa e versátil cantora e também compositora e carinho pela mulher cativante e generosa no trato pessoal, além de possuidora de peregrina beleza?, disse o diplomata ao responder às perguntas enviadas pelo Estado por meio da internet.Conhecedor da obra de Glória Trevi, ele disse que entre janeiro e meados de fevereiro visitou praticamente todos os dias a artista no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), onde ela deu à luz o filho Angel Gabriel e está até hoje. Alexandria afirmou que atualmente está em licença-prêmio, viajando.Geraldo Magela de Oliveira, um dos advogados da cantora, confirmou, nesta quarta-feira, o interesse do diplomata por Glória Trevi. ?Quando a mãe dela esteve no Brasil diversas vezes ele saiu para jantar com ela?, afirmou.O outro advogado da cantora, Otávio Neves, disse, nesta terça-feira, ao Estado que a artista se casaria dentro de dois ou três meses com o diplomata. Nesta quarta-feira, ele não foi localizado. Alexandria entrou em contato com a reportagem do Estado apenas nesta quarta. Gloria Trevi está presa no Brasil desde o início de 2000.Ela e seus ex-assessores Sergio Andrade e Maria Raquenel são acusados no México de corrupção de menores e rapto. Em dezembro de 2000, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) atenderam ao pedido de extradição dos três feito pelo governo mexicano.Mas até agora eles não viajaram porque vários incidentes ocorreram, dentre os quais a gravidez da cantora na época em que ela estava presa na Superintendência da Polícia Federal em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.