Suposto líder de seqüestro se entrega à polícia

Leonardo Luis da Silva, o Raposão, acusado de ser o líder do bando que seqüestrou o empresário Rogério da Cunha, se entregou na madrugada de hoje à polícia. O empresário foi mantido em cativeiro por 48 dias, em Embu-Guaçu, na Grande São Paulo, e foi libertado pela polícia, na quarta-feira. Raposão - que foi reconhecido pela vítima por fotografias - é amigo de infância do mecânico Rubens Camilo, preso pela polícia no local do cativeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.