Suplicy se compara a Itamar

O senador Eduardo Suplicy comparou hoje sua situação à do governador de Minas Gerais, Itamar Franco, que briga para disputar as prévias presidenciais do PMDB. "Fico pensando se o deputado federal Geraldo Magela não está fazendo papel semelhante ao do Palácio do Planalto com o PMDB para impedir as prévias". Suplicy reiterou que há dois meses fez uma consulta ao secretário de organização do PT, Silvio Pereira, e ao presidente nacional do partido, José Dirceu, e lhe foi garantida a validade de sua inscrição às prévias petista. Suplicy mostrou-se disposto no entanto, a reunir todas as assinaturas necessárias para garantir sua inscrição. "Se a reunião decidir que tenho de colher as assinaturas, vou às ruas e tenho certeza que as consigo; já poderia ter começado a fazer isso há dois meses?.O senador contou que antes de chegar à reunião, ao realizar um cooper no bairro onde mora, abordou 10 funcionários de uma equipe de limpeza da Prefeitura e lhes perguntou se deveria seguir disputa. "Todos me disseram para manter a candidatura", afirmou. Suplicy sugeriu a Magela que faça o mesmo. "Ele que percorra as ruas e ouça a opinião das pessoas".Bem humorado, Suplicy aproveitou a ocasião para lembrar-se de um cabo eleitoral seu, de quem recebe "muita força e energia": "É o Supla", disse. O senador contou, que minutos antes havia reclamado com o proprietário de uma banca de revistas, do atraso da chegada do novo CD de Supla, intitulado, "O Charada Brasileiro". "Já devia estar à venda", reclamou o senador, "mas parece que só a partir das 15 horas".GenoínoO deputado federal José Genoíno defendeu a realização das prévias e a inscrição de Suplicy. "Prévia é lei, lei não se discute, se executa?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.