Suplicy pede no Senado que Renan se licencie do cargo

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) fez hoje um discurso no plenário do Senado pedindo que o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), se licencie do cargo até que o Conselho de Ética julgue as três representações contra ele. Momentos depois, Renan iniciou seu pronunciamento criticando o papel da imprensa e condenando as "acusações torpes" contra ele. "Todas (as denúncias) foram desmascaradas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.