Suplicy insiste em concorrer à prévia do PT

O senador Eduardo Suplicy insistiu em sua decisão de concorrer à prévia para a escolha do candidato do PT à sucessão presidencial em 2002, e propôs uma série de debates públicos entre ele e Lula para que o partido possa decidir melhor. Em entrevista transmitida na noite de ontem no programa Passando a Limpo, da Rede Record, Suplicy admitiu a hipótese de que se sua colega Heloísa Helena (PT-AL) possa ter apertado o botão errado na votação que decidiu pela cassação do mandato do ex-senador Luiz Estevão (PMDB-DF)e voltou a levantar suspeitas sobre o comportamento do presidente Fernando Henrique no episódio da violação do painel eletrônico do Senado.Eduardo Suplicy respondeu às críticas feitas a seu comportamento na Comissão de Ética do Senado, na quinta-feira passada, ao final do depoimento da ex-diretora do Prodasen, quando levantou suspeitas sobre a participação do próprio presidente da República na violação do painel eletrônico do Senado. Para tanto, citou uma nota da jornalista Valéria Blanc sobre um suposto diálogo entre Arruda e ACM, onde se teria mencionado que FHC vira a lista de votação.Tiroteio - Suplicy não explicou no Senado onde lera a nota, e tampouco o fez na entrevista ao Passando a Limpo. Sua atitude foi duramente criticada pelo ministro Aloysio Nunes Ferreira, que oacusou de "mau caráter", e pelo líder do Governo no Congresso, deputado Arthur Virgílio (PSDB-AM).Ontem, Suplicy deu o troco: "Eles (Aloysio e Virgílio) devem estar mais preocupados em averiguar, dialogar com o senador José Roberto Arruda, seu colega, líder do presidente Fernando Henrique, para saber por que (Arruda) não falou a inteira verdade? Que tipo de diálogo ele (Arruda) teve com o presidente Fernando Henrique? Porque antes de ele (Arruda) ir ao plenário do Senado falar tudo o que falou, obviamente faltando com a verdade, ele conversou com opresidente. E em que medida, ele combinou isso ou não com o presidente Fernando Henrique?", questionou o senador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.