Suplicy e Mantega vão ao velório de Celso Furtado

Cerca de 150 pessoas passaram pelo velório do economista Celso Furtado, na sede da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Centro do Rio, desde às 17h30 de ontem. Furtado faleceu ontem, por volta de 11h, em sua casa, em Copacabana (zona sul), vítima de um enfarte. Na manhã de hoje, já estiveram no velório o prefeito do Rio, Cesar Maia, o coordenador do Movimento dos Trabalhadores Ruruais Sem-Terra (MST), João Pedro Stédile, o corregedor geral da União, Waldir Pires, e o publicitário Mauro Salles, dentre outras pessoas. Pouco depois das 10h, chegaram ao Petit Trianon o senador Eduardo Suplicy e o ministro do Planejamento, Guido Mantega, que deixa o cargo para assumir o BNDES. A saída do cortejo até o cemitério São João Batista, onde Furtado será sepultado no mausoléu da ABL, está prevista para às 11h.Leia maisMorre o economista Celso FurtadoUm economista respeitado no mundoPara o PT, Furtado será referência para desenvolvimentoTrabalho de Furtado criou legião de admiradores, diz PalocciLula diz que perde o amigo mas guardará os ideais de FurtadoDirceu diz que Lula irá ao enterro de Celso FurtadoAlckmin e Serra destacam a grandeza de Celso Furtado"Vai ser duro", diz a viúva de Celso FurtadoSerra e Marta comparecem ao velório de Celso FurtadoPaís perde brasileiro com "B" maiúsculo, diz Carlos LessaLula não vai ao enterro de Celso Furtado no Rio

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.