Suplicy diz que voto em prévia paulista é decisão difícil

O senador Eduardo Suplicy disse que ainda não decidiu a qual dos dois pré-candidatos do PT - sua ex-mulher Marta Suplicy ou o senador Aloizio Mercadante - irá dedicar seu voto nas prévias que escolherão o nome do partido para a sucessão paulista. Suplicy afirmou que esta é uma decisão difícil e marcada por aspectos pessoais, mas insistiu que os dois nomes possuem condições "excepcionais" de vencer a disputa com o tucano José Serra nas eleições de outubro. "Esta é uma decisão muito pessoal e interna, extremamente difícil", afirmou o senador.Suplicy passou hoje de manhã pelo diretório zonal do PT no bairro de Pinheiros, na capital paulista, onde votam ele próprio, Marta e Mercadante. Ele foi cumprimentar Mercadante na disputa e disse que repetirá o gesto por volta das 14h, horário em que Marta deverá votar. Suplicy disse que ainda não definiu seu voto e ressaltou que iria conversar com outros militantes antes de tomar uma decisão.Candidatura ao SenadoO senador reiterou seu desejo de disputar mais uma vez a vaga no Senado Federal e disse ter ouvido da direção estadual do partido que o partido já se definiu por lançar seu nome nas próximas eleições. O senador ressaltou que ele próprio chegou a "incitar" outros petistas a se oferecem para a vaga, mas acrescentou que ninguém se apresentou para a disputa."O presidente (estadual) Paulo Frateschi me disse que este assunto está definido", disse o senador, reconhecendo no entanto que ainda ocorrem "conversas aqui e acolá". Nas últimas semanas, a candidatura de Suplicy, um dos mais populares parlamentares do PT, foi colocada em questão diante dos esforços de seu partido de manter o PMDB no palanque de Lula na eleição deste ano. Uma das possibilidades colocadas na mesa é a de o PT apoiar uma candidatura do ex-governador paulista Orestes Quércia (PMDB-SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.