Suplicy diz que renunciaria ao mandato

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) chamoua atenção nesta sexta-feira durante o depoimento do senador José Roberto Arruda (PT-SP) ao anunciar que tinha acabado de receber, emseu telefone celular, uma ligação da ex-diretora do Prodasen Regina Borges, desmentindo a versão do ex-líder do governo.Segundo o petista, ela se ofereceu para fazer uma acareação com Arruda e o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) e disse que tinha em mãos um documento da Telebrasília, mostrando que houve o telefonema na manhã do dia da cassação de LuizEstevão em que ela informava ao senador Arruda sobre a possibilidade de descobrir o resultado da votação secreta.Suplicy contabiliza mais de 1100 e-mails pedindo a cassação de ACM e Arruda, fora os telefonemas que têm chegado ao seugabinete.No lugar deles (de ACM e Arruda), ponderou, renunciaria ao mandato.O senador, que passou as sete horas de duração do depoimentode Arruda recebendo ligações, nas quais havia sugestões de perguntas a serem feitas, embarcou nesta sexta-feira para Londres a fimde se encontrar com o prêmio Nobel de economia Amartya Sen e prometeu estar de volta para participar da acareação entre ACM, Arruda e Regina Borges, marcada para quinta-feira. A seguir, os principais pontos da entrevista de Suplicy:O Estado de S.Paulo ? Por que a ex-diretora do Prodasen telefonoupara o senhor e não para o presidente ou relator do Conselho de Ética?Senador Eduardo Suplicy ? Imagino que tenha sido pela confiança que ela adquiriu em mim. Durante o trabalho em duascomissões parlamentares de inquérito (CPIs) eu interagia muito com ela.Estado ? Tanto o senador Antonio Carlos como Arruda insistem em imputar responsabilidades a Regina. Será que ela não iráintimidar-se na quinta-feira?Senador Suplicy ? Nós vamos encorajá-la, e, assim, ela não irá intimidar-se. Estado ? Qual dos depoimentos que o senhor ouviu foi mais convincente?Senador Suplicy ? O depoimento de Regina Borges. O senador Antonio Carlos solicitou a Arruda uma missão que não quis pedirdiretamente, já que se tratava de uma violação. Está claro para mim que houve um pedido conjunto para que não se soubessequem deu a ordem. A meu ver, Arruda e Antonio Carlos estão mentindo.Estado ? Na sua opinião, os dois merecem a mesma punição?Senador Suplicy ? Os dois violaram o artigo 55 da Constituição, que trata de quebra de decoro e perda de mandato. Ambosnão falaram a verdade, e como houve quebra de decoro, deverá ser instalado processo para avaliar a possibilidade de perda demandato tanto para um como para outro. Mas se eu estivesse no lugar deles, renunciaria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.