Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Suplicy diz que Dilma venceu 7ª eleição livre direta e merece respeito

Secretário municipal de Direitos Humanos de São Paulo e ex-Senador participa da manifestação promovida por trabalhadores

IGOR GADELHA, O Estado de S. Paulo

13 de março de 2015 | 18h44

Atualizado às 22h30

São Paulo - O secretário municipal de Direitos Humanos de São Paulo, Eduardo Suplicy (PT-SP), defendeu nesta sexta-feira, 13, que a presidente Dilma Rousseff deve ser "respeitada" e "apoiada", pois venceu as eleições livres e diretas. O ex-senador participou da manifestação promovida por trabalhadores, na capital paulista, em defesa da democracia. 

"Tivemos a sétima eleição livre direta para presidente e, felizmente, ela (Dilma) venceu, por isso  precisa ser respeitada e apoiada", afirmou em entrevista à imprensa quando acompanhava a marcha dos trabalhadores. Ele avaliou que é importante que haja manifestações, mas que devem ser como a de hoje, "sem qualquer ato de violência". 

"Não quero saber de qualquer golpismo e recomendo que façam manifestação de maneira pacífica e respeitosa", disse o ex-senador. Suplicy lembrou que, se hoje o Brasil vive numa democracia que dá ao povo o direito de se manifestar, foi "graças a todos aqueles que, como o PT, lutaram por ela".

O secretário de Direitos Humanos avaliou ainda como "natural" a manifestação promovida pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) hoje apoiar a presidente e a democracia. "Sou solidário aos trabalhadores que expressam sua vontade e respeito à democracia, ao governo da presidente Dilma e ao PT", afirmou. 

Tudo o que sabemos sobre:
manifestaçõesSuplicydilma rousseff

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.