Suplicy diz que defenderá CPI em reunião do PT hoje

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) disse hoje, em entrevista a uma rádio de São Paulo, que vai defender a instalação de uma CPI para investigar as denúncias contra Waldomiro Diniz, ex-subsecretário de Assuntos Parlamentares do Palácio do Planalto. O assessor, segundo publicou a revista Época, teria pedido propina para sí e ajuda em dinheiro para campanhas eleitorais ao bicheiro Carlinhos Cachoeira em 2002, quando trabalhava no governo de Benedita da Silva no Rio. Suplicy disse que a posição do PT em relação ao pedido de CPI será discutida em reunião hoje à tarde dos parlamentares do partido.O presidente do PT, José Genoíno, também deve participar. O senador disse confiar plenamente na correção do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, citado pela revista Época como quem convidou Diniz a ir para o governo, mas disse que gostaria de ouvir as explicações do ministro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.