Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Suplicy diz acreditar que convenção do PT será validada

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) disse nesta quarta-feira, 9, que acredita que a Justiça Eleitoral vai confirmar a validade da convenção estadual do PT, que no mês passado chancelou o seu nome para disputar a reeleição ao Senado, na chapa do ex-ministro Alexandre Padilha.

BEATRIZ BULLA E ISADORA PERON, Agência Estado

09 de julho de 2014 | 15h33

No sábado, dia 5, o deputado estadual Luiz Moura conseguiu uma liminar para anular a convenção da sigla. Como estava afastado do PT por ter sido flagrado em uma reunião com membros da facção Primeiro Comando da Capita (PCC), Moura ficou impedido de participar do encontro e teve a legenda negada. O PT já recorreu da decisão.

"A convenção foi mais do que legítima. Acho que a Justiça Eleitoral vai confirmar isso", disse Suplicy após participar do velório do ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio, na capital paulista. Para o senador, Moura não conseguiu dar explicações suficientes sobre o episódio e por isso foi afastado pela legenda.

"Na hora que ele se envolveu, sem uma justificativa adequada, em uma reunião com o PCC, o partido avaliou que ele não deveria ser candidato", afirmou. Suplicy avalia que se Moura tiver meios de comprovar que é inocente, o PT poderia modificar a sua decisão.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSão pauloEduardo SuplicyPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.