Suplicy: Berlusconi deveria ler relatório sobre Battisti

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) sugeriu hoje ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, que lesse as 65 páginas do relatório que a Advocacia-Geral da União (AGU) preparou sobre o caso Cesare Battisti. Segundo o parlamentar, que leu o documento, o argumento das autoridades brasileiras para não extraditar o ex-ativista para a Itália é "muito bem fundamentado e que, por isso, poderia ser lido por Berlusconi".

FERNANDO NAKAGAWA, Agência Estado

01 de janeiro de 2011 | 15h23

A decisão de não extraditar Battisti foi tomada ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva com base no relatório da AGU. O italiano foi condenado a prisão perpétua na Itália em 1987 por quatro assassinatos promovidos pela organização Proletários Armados pelo Comunismo (PAC).

Preso na Penitenciária da Papuda desde março de 2007, aguardava uma decisão do presidente sobre sua extradição. Lula não queria deixar o caso para ser resolvido pela futura presidente Dilma Rousseff. Segundo a defesa do governo italiano, o país europeu vai recorrer da decisão no Supremo Tribunal Federal (STF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.