Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Suplente "excêntrico" ocupará vaga de Capiberibe no Senado

A vaga de João Alberto Capiberibe (PSB-AP) no Senado será ocupada pelo autor do processo que resultou na cassação de seu mandato, o ex-senador Gilvan Borges (PMDB-AP). Ligado politicamente ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), Borges se inclui, com certeza, entre as figuras mais bizarras que já passaram pela Casa. No tempo em que era senador, Borges empregou a mãe e a esposa em seu gabinete. A justificativa foi pior do que o gesto: "Uma me pariu e a outra dorme comigo", explicou, na ocasião. Ele é empresário do setor de comunicações no Amapá, mas "bate ponto", eventualmente, no gabinete da liderança do PMDB em troca de um salário de cerca de R$ 5 mil. O líder Renan Calheiros (AL) justifica a contratação dizendo - antes que alguém recorra às explicações estapafúrdias do próprio Borges - que o colega "ajuda na formulação de novas leis".No lugar de sapatos, como os demais senadores, Gilvan Borges usa sandálias de couro. Não bastasse essa diferença, ele mesmo fez questão de informar da tribuna do Senado que não usa cuecas. A razão disso ninguém nunca ousou questionar, provavelmente por se tratar de uma "curiosidade" alheia aos interesses do Legislativo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.