Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Suplente de Tuma toma posse como senador em SP

O ex-secretário de Relações Internacionais de SP, Alfredo Cotait (DEM) fortalecerá bancada do partido oposicionista, que ficará com 14 senadores

Carol Pires, do estadão.com.br

03 de novembro de 2010 | 17h46

BRASÍLIA - O ex-secretário de Relações Internacionais da Prefeitura de São Paulo Alfredo Cotait Neto tomou posse, nesta quarta-feira, como senador por São Paulo. Filiado ao DEM, Cotait fortalecerá a bancada do partido oposicionista, que ficará com 14 senadores. Ele exercerá o cargo até fevereiro de 2011, quando encerrava o mandato de Tuma.

 

Romeu Tuma (PTB-SP) faleceu na terça-feira da semana passada, aos 79 anos, de falência múltipla dos órgãos. Ele estava internado no Hopital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o início de setembro, com problemas cardiovasculares. Mesmo debilitado, ele concorreu à reeleição no último dia 31, quando obteve 3,97 milhões de votos - ficando em 5º. lugar.

 

Em rápido discurso, Cotait elogiou o trabalho de Romeu Tuma no Senado, e disse aceitar a missão de assumir o lugar do colega como uma "honra". "Neste Senado Federal, [Romeu Tuma] imprimiu a mesma retidão e lisura na condução de importantes questões para o Brasil. Não à toa é o notório o respeito que seus pares sempre lhe concederam", disse.

 

"Só posso considerar esta oportunidade de, ainda que por um breve período, servir meu Estado e meu País, como uma reverência aos 16 anos que o Senador Tuma devotou à defesa dos interesses do Estado de São Paulo, colaborando intensamente com todos os governadores do período", completou o senador. Ele prometeu esforçar-se para aprovar até o fim do mandato alguns dos projetos deixados por Tuma.

 

Com a posse de Cotait, somam 17 os suplentes que exercem o cargo de senador hoje (20,9% do total de 81 senadores). Até a próxima semana, no entanto, pelo menos dois senadores retomarão os trabalhos no Senado - José Agripino Maia (DEM-RN) e Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

 

Ambos estavam licenciados durante a campanha eleitoral. Eles estão sendo substituídos pelos respectivos suplentes, José Bezerra (DEM-RN) e João Faustino (PSDB-RN).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.