Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Suplente de Heloísa Helena critica decisão do PT

O primeiro suplente da senadora Heloísa Helena (PT-AL), Severino Lúcio da Silva, eleito pelo PSB e filiado ao PSDB desde março de 2002, critica a decisão do PT de afastá-la da bancada. Ele afirma que apóia a senadora e diz que Heloísa está sendo coerente com suas posições. "Ela não mudou. Quem mudou foi o PT, que agora está no poder e está tendo outra postura. A senadora mantém a posição íntegra que sempre teve", afirma. Severino Lúcio diz que Heloísa Helena lhe garantiu pessoalmente que não renunciará ao seu mandato, mesmo que venha a ser expulsa do PT. Ele não alimenta expectativas de vir ocupar uma cadeira no Senado. Heloísa Helena responde a processo na Comissão de Ética do PT por ter se posicionado contra propostas do governo Lula. Severino Lúcio foi eleito primeiro suplente de Heloísa Helena pelo PSB, que nas eleições de 1998, quando ela foi eleita, fez coligação com o PT. Ele conta que deixou o PSB e ingressou no PSDB por "divergências políticas". "Ingressei no PSDB de Arapiraca (interior de Alagoas) e me candidatei a uma vaga como deputado estadual", comenta. Mas ele não conseguiu se eleger. Atualmente, Severino Lúcio é superintendente da secretaria municipal de transportes de Arapicara. Severino Lúcio alerta o PT que a senadora é a favorita nas pesquisas de intenção de voto na disputa pela Prefeitura de Maceió (AL), no próximo ano. "Além disso, vários partidos aqui estariam interessados em ter a senadora nos seus quadros", afirma, citando PTB, PDT, PSTU e até mesmo o PMDB.

Agencia Estado,

02 de julho de 2003 | 16h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.