Superintendente da Suframa pede exoneração do cargo

A superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) Flávia Grosso pediu, hoje, exoneração do cargo que exercia desde 2003. A partir de segunda-feira, interinamente, assume o posto o superintendente Adjunto de Projetos, Oldemar Ianck. O governo federal ainda não anunciou quem vai substituir a superintendente em definitivo.

LIEGE ALBUQUERQUE, Agência Estado

07 de outubro de 2011 | 16h37

O Ministério Público Federal investiga irregularidades em quatro ações civis de improbidade administrativa. Uma delas denuncia que foram desviados parte dos recursos em um convênio firmado entre a Suframa e o Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), para asfaltar as ruas do Distrito Industrial da Zona Franca. Em outro, Flávia é acusada de beneficiar o irmão, Paulo Victor Antony Skrobot, em um contrato de assessoria técnica.

Segundo seu advogado, Alberto Simonetti, Flávia se afasta para se defender dos processos e "não prejudicar a Zona Franca de Manaus". Flávia divulgou hoje uma nota onde afirma que as acusações contra ela são "tão fracas quanto um castelo de cartas". "Não aceito e não deixarei que eu e minha família sejamos atacadas pelo infame. Toda tentativa de manchar meu nome se mostrará inócua e sairei ainda mais fortalecida para lutar contra as injustiças de que estou sendo vítima. Nenhum ato contra minha dignidade e de minha família será tolerado. Minha história de vida não permitiria isso", diz o texto.

Tudo o que sabemos sobre:
exoneraçãoSuframasuperintendente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.