Sumaré tem epidemia de dengue

A secretaria de Saúde de Sumaré já admite a existência de uma epidemia de dengue no bairro Matão, na divisa com Campinas, onde foram registrados 25 dos 33 casos confirmados da doença no município. A maior preocupação dos médicos: 18% das pessoas infectadas não apresentaram febre. Novos sintomas, como manchas avermelhadas pelo corpo, vêem confundindo também o diagnóstico da doença, que pode ser confundida com sarampo ou rubéola.A diretora municipal de Higiene, Nair Guimarães, disse que os novos sintomas estão se manifestando porque existe a suspeita do vírus ter sofrido mutação. A cidade de Sumaré viveu uma epidemia da doença em 1997 e 1998. Agentes de saúde, técnicos da Superintendência de controle de Endemias (Sucen) e Defesa Civil estão fazendo neste final de semana um arrastão no bairro para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença.A dengue avança também em outras cidades da região. O último relatório da Diretoria Regional de Saúde (DIR), de Campinas, divulgado na tarde de sexta-feira, apontava 103 casos da doença, sendo 50 importados, 40 transmitido dentro do próprio município e outros 13 está sob investigação. O município de Campinas lidera com 42 casos, A situação preocupa também as autoridades da saúde de Santa Bárbara d´Oeste, onde já forma diagnosticados 11 casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.