Suíça bloqueia conta de filho de Sarney, diz jornal

Depósitos foram rastreados a pedido da Justiça brasileira; dinheiro não teria sido declarado à Receita

estadão.com.br

25 de março de 2010 | 11h07

O governo da Suíça encontrou e bloqueou uma conta bancária de US$ 13 milhões controlada por Fernando Sarney, filho mais velho de José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado, informa reportagem publicada nesta quinta-feira, 25, pelo jornal Folha de S. Paulo. Os depósitos foram rastreados a pedido da Justiça brasileira, que suspeita que a família Sarney teria enviado o dinheiro para fora do Brasil ilegalmente. Segundo a apuração do jornal, o dinheiro não teria sido declarado à Receita Federal.

 

O bloqueio da conta, que estava em nome de uma "offshore" chamada Lithia e tinha Fernando Sarney como único controlador, ocorreu quando o filho do presidente do Senado tentava enviar recursos da Suíça para Liechtenstein, paraíso fiscal europeu que fica entre Áustria e Suíça.

 

A medida tomada pelo governo suíço é administrativa. Caso seja comprovado que o dinheiro tem origem ilícita, como corrupção ou fraude, o bloqueio passará a ter caráter criminal, e os recursos poderão ser repatriados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.