Sudam: não há denúncia formal contra Jáder

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, disse hoje que até agora não chegou até ele nenhuma acusação pontual contra o senador Jader Barbalho relacionada à Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). "Não existe, que eu saiba, nenhuma denúncia formal envolvendo Jader". Ele disse ainda que as denúncias apresentadas pelo senador Antonio Carlos Magalhães contra o senador Jader Barbalho estão sendo investigadas e que o Ministério da Integração Regional deverá terminar a investigação até o final de março e entregar o resultado ao Ministério Público, para que este tome as medidas legais cabíveis, se for o caso. Fernando Bezerra negou que esteja querendo acabar com a Sudam. Disse que o que o Ministério está fazendo é um estudo para reformulá-lo, que faz parte de um projeto de criação de agências de desenvolvimento do Nordeste e Centro-Oeste "nos moldes do que é o BNDES". Mas o ministro ressaltou que não há nenhum projeto fechado e que pretende conversar com os governadores antes de propor qualquer reformulação, além de submeter a proposta ao presidente da República. Fernando Bezerra reafirmou seu apoio a Jader Barbalho na eleição à presidência do Senado e disse que se fosse preciso até se licenciaria e voltaria ao Senado para votar em Jader (Fernando Bezerra é senador), mas, como seu suplente vai votar no senador Jader Barbalho, isso não será necessário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.