Sudam liberou R$ 17 milhões em período eleitoral

O procurador da República no Pará, Ubiratan Cazetta, está investigando a participação de 18 prefeituras do Estado, ligadas ao PMDB, num esquema de recebimento de R$ 9,2 milhões, liberados pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) entre os meses de agosto e setembro do ano passado, durante o período da eleição municipal. Outras sete prefeituras, de Roraima, também estão sendo investigadas pelo Ministério Público Federal daquele Estado. Elas teriam recebido R$ 8,4 milhões. A lei9.504/97 proíbe a liberação de recursos para estados e municípios três meses antes de qualquer eleição."Nenhuma dessas prefeituras, todas ligadas ao senador Jader Barbalho, até agora prestou contas dos recursos recebidos", afirmou a deputada paraense Maria do Carmo (PT). A relação das prefeituras beneficiadas foi entregue à deputada, segundo ela própria, pelo secretário da Agência de Desenvolvimento da Amazônia (ADA), que substituiu a Sudam, José Diogo Cyrillo da Silva. As 25 prefeituras firmaram 47 convênios com a extinta Sudam no valor total de R$ 17.737.322,49. "Quero saber onde foi parar todo esse dinheiro", resumiu Maria do Carmo.A deputada disse que procurou obter mais informações no escritório regional do Tribunal de Contas da União (TCU), responsável pela fiscalização na aplicação de verbas federais, mas foi informada por um funcionário de que nenhuma das prefeituras havia enviado ao órgão sua prestação de contas. "Isso é muito estranho. Por que esses convênios foram assinados e o dinheiro saiu dos cofres públicos justamente na véspera da eleição?".Foram beneficiadas com as verbas da Sudam as seguintes prefeituras: Vigia, Breves, Uruará, Oriximiná, Santa Izabel do Pará, Medicilândia, Santarém, Belterra, Ulianópolis, Chaves, Gurupá, Castanhal, Vitória do Xingu, Juruti, Ipixuna, Rio Maria, Santarém Novo e Igarapé-Miri. " Os recursos foram para obras e serviços e tudo está detalhado na prestação de contas", afirmaram os prefeitos de Santarém, Lira Maia (PFL), e de Altamira, Domingos Juvenil (PMDB).Os municípios de Roraima que assinaram os mesmos convênios foram São Luiz do Anajás, Normandia, Carcaral, São João da Baliza, Bonfim, Caroebe e Cantá. Sete das prefeituras assinaram convênios com o mesmo valor: R$ 259.732,67.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.