Sucesso dos governos depende da sociedade, diz Carvalho

Ao participar de uma plenária no Encontro Nacional de Prefeitos em Brasília nesta terça-feira, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, criticou o que ele chamou de "omissão" dos governos anteriores em relação às necessidades da população. "O sucesso dos novos governos depende em grande parte das sugestões, das reivindicações, brigas e críticas que ouvimos da sociedade. Depois de dez anos de governo, eu lhes digo: boa parte das políticas que desenvolvemos são fruto exatamente dessas discussões."

DÉBORA ÁLVARES, Agência Estado

29 de janeiro de 2013 | 12h21

Carvalho afirmou que os problemas brasileiros passaram anos escondidos "embaixo do tapete". "Claro que é difícil. É mais fácil se trancar no Palácio do Planalto como se fazia antigamente", destacou o ministro, que foi chefe de gabinete do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silvaa em seus dois mandatos. "O mérito do governo Lula foi justamente tirar os problemas de debaixo do tapete", completou.

Ao longo de sua fala, o ministro, que é o responsável pelo contato com os movimentos sociais, defendeu que as prefeituras se mantenham abertas para ouvir a população, inclusive sindicatos. "É importante essa relação com os sindicatos dos munícipes, mesmo que às vezes seja um pouco chata. De vez em quando, só um pouco de pancadaria nos acorda. O governo tem uma tendência de se fechar em si mesmo", destacou.

Para estimular os prefeitos a sair de seus gabinetes, Gilberto Carvalho destacou uma teoria que, segundo ele, é do ex-presidente Lula: "Ninguém mais mentiroso que ministro e assessor. Todos querem dourar a pílula", afirmou, defendendo a importância das várias viagens que Lula fez pelo País para conhecer de perto as necessidades da população.

Tudo o que sabemos sobre:
ENCONTROPREFEITOSCARVALHO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.