STJ revoga prisão e liberta acusado da Operação Têmis

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) revogou hoje a prisão preventiva de Sidney Ribeiro, detido na operação Têmis, da Polícia Federal. O ministro Hamilton Carvalho, do STJ, decidiu deferir pedido de habeas-corpus impetrado pela defesa de Ribeiro, acusado de suposta quebra de sigilo judicial, por considerar genérica a fundamentação da prisão. Na verdade, o ministro apenas estendeu a Ribeiro o benefício concedido a outros dois réus do mesmo processo, Luiz Roberto Pardo e Sérgio Gomes Ayala. A operação Têmis investigou suposta prática de corrupção que envolvia membros do Poder Judiciário. Ribeiro havia tido habeas-corpus negado pelo Tribunal Regional da 3ª Região. As informações são do site do STJ.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.