STJ quebra sigilo de envolvidos com grilagem no DF

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) José Arnaldo da Fonseca determinou a quebra dos sigilos fiscal e bancário de 68 pessoas e 9 empresas supostamente ligadas à grilagem de terras no Distrito Federal. Elas estão sendo investigadas no inquérito que tramita no STJ envolvendo o governador Joaquim Roriz e os irmãos Passos. O ministro já havia determinado a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do governador, dos irmãos Alaor, Pedro, Márcio e Eustáchio Passos, assim como de Vinicio Jadisck e Tasso e Salomão Herculano Szervinski.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.