STJ pede suspensão do processo de intervenção no Rio

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Paulo Costa Leite, pediu hoje ao ministro da Justiça, José Gregori, a suspensão do procedimento que vinha sendo adotado para a intervenção no Estado do Rio de Janeiro. Costa Leite tomou tal decisão após conversa com o governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, durante o fim de semana. Em reunião, Garotinho entregou a Costa Leite a petição na qual afirma que o Estado está pagando seus precatórios e que a dívida judicial, calculada em R$ 1 milhão, será paga em agosto. A dívida refere-se a um débito que o Estado tem com um ex-gerente de banco que ficou paralítico por ter sido baleado em um tiroteio entre policiais e assaltantes na agência bancária na qual trabalhava. O valor do precatório refere-se à diferença entre a pensão que o ex-gerente recebe hoje e o que receberia se estivesse trabalhando. O pedido de suspensão encaminhado a Gregori tem caráter temporário até que os ministros do STJ tomem uma decisão definitiva sobre a petição, o que deverá ocorrer na quarta-feira da próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.