STJ nega habeas corpus a ex-prefeito

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido de habeas corpus feito pelo ex-prefeito do município de Aureliano Leal, José Augusto Neto. Ele é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do prefeito eleito da cidade, Gilberto Andrade, com três tiros, em 5 de maio de 2007. Segundo o relator do caso, ministro Og Fernandes, durante o processo o acusado tentou atribuir a autoria do crime à ex-mulher e ao sogro do prefeito assassinado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.