STJ: Estevão sempre se colocou à disposição da Justiça

O ministro Fernando Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, justificou a concessão da liminar libertando o ex-senador Luiz Estevão dizendo que ele sempre se colocou à disposição da Justiça, quando convocado.Segundo Gonçalves, a liminar valerá até posterior deliberação do mérito do pedido de habeas-corpus pela 6ª Turma do STJ. O senador cassado estava preso desde a última terça-feira, por ordem do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.