STJ confirma portaria que demarcou reserva

Continua válida a demarcação da terra indígena de Apitereva, no Pará, estabelecida pelo Ministério da Justiça em 2004 e homologada em 2005 pelo presidente da República. A decisão é do Superior Tribunal de Justiça. O município de São Félix do Xingu (PA) não conseguiu anular a portaria que demarcou a área, de 773 mil hectares, e a posse aos índios paracanãs. A área é motivo de disputa com trabalhadores rurais assentados pelo governo. O município alegou não ter sido intimado da decisão que resultou na portaria e, por isso, ficou impossibilitado de recorrer da sentença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.