Divulgação
Divulgação

STJ arquiva investigação contra Tião Viana

petista é suspeito de ter recebido R$ 300 mil na campanha ao Senado em 2010 de uma empresa investigada na Lava Jato

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2016 | 00h11

Brasília - Por unanimidade, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu na tarde desta quarta-feira arquivar investigação da Lava Jato contra o governador do Acre, Tião Viana (PT). O petista é suspeito de ter recebido R$ 300 mil na campanha ao Senado em 2010 de uma empresa investigada na Lava Jato, que é fornecedora da Petrobras.

O inquérito contra Tião Viana foi instaurado em março de 2015 no STJ e corre sob segredo de Justiça. Em fevereiro deste ano, a Procuradoria-Geral da República já havia recomendado o arquivamento do inquérito aberto contra o governador. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.