STJ abre inquérito contra Amazonino

Os ministros que integram a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram instaurarum inquérito para apurar o suposto envolvimento do governador do Amazonas, Amazonino Mendes, em fraudes em licitações eatos de improbidade administrativa.Relator do inquérito no STJ, o vice-presidente do tribunal, Nilson Naves, aceitou um pedido de diligências feito pelasubprocuradora-geral da República Yedda de Lourdes Pereira e determinou que seja oficiado ao governador de Amazonas paraque preste informações sobre o caso.Os fatos estão sendo investigados pela Polícia Federal do Amazonas. A abertura do inquérito foi motivada por declarações doempresário Fernando Franco de Sá Bonfim, ex-sócio da empresa Econcel ? Empreendimentos de Construção Civil e ElétricaLtda. Em 1997, jornais brasileiros divulgaram entrevistas de Bonfim nas quais ele afirmava que seria o ?testa-de-ferro? de Amazonino.De acordo com o empresário, o governador seria o verdadeiro proprietário da Econcel, empresa que teria realizado várias obraspúblicas investigadas por suspeitas de fraudes e superfaturamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.