STF terá cota de vagas para negros

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, decidiu adotar o sistema de cotas para negros nas contratações pela mais alta Corte de Justiça do País. "A única forma de corrigir essa desigualdade é com o peso da lei", afirmou Marco Aurélio durante encontro com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, pioneiro a colocar em prática essa experiência no serviço público. Em agosto, Jungmann assinou portaria determinando a adoção de cota mínima de 20% para o preenchimento de cargos por negros. O porcentual é progressivo e poderá chegar a 30% até 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.