STF suspende quebra de sigilos de empresário do caso Cuba

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta quinta-feira a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do empresário Roberto Carlos da Silva Kurzweil, contrariando o pedido da CPI dos Bingos. Kurzweil é suspeito de ter participado da suposta operação de transporte dos dólares cubanos que teriam sido doados para a campanha presidencial do PT em 2002.Segundo informou o site do STF, faltou no pedido de quebra de sigilos pela CPI a "limitação temporal" das informações, podendo assim ser deferido o mandado de segurança a favor do empresário. É a terceira vez em três meses que o Supremo suspende a quebra de sigilo de Kurzweil. Na decisão, o STF pediu à comissão que não incorra mais uma vez no mesmo erro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.