STF revê permissão para deputados seguirem sessão

O Supremo Tribunal Federal (STF) analisa a medida liminar que permitiu a participação de um grupo de deputados federais na sessão fechada do Senado que definirá pela cassação ou não do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). A liminar foi concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski. Se o Supremo decidir que foi equivocada a concessão da liminar, os deputados terão que se retirar do plenário.A sessão de hoje vota o pedido de cassação de Calheiros, acusado de quebra de decoro parlamentar por recorrer ao lobista de uma empreiteira para pagar despesas pessoais com a jornalista Mônica Veloso - com quem tem uma filha fora do casamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.