STF retoma sessão de votação sobre formação de quadrilha

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, abriu mais uma sessão de julgamento do processo do mensalão. O julgamento será retomado com os votos de oito ministros que devem se pronunciar sobre os 13 réus acusados de formação de quadrilha, entre eles o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu.

RICARDO BRITO, Agência Estado

22 de outubro de 2012 | 15h05

O tribunal agendou para esta semana quatro sessões de julgamento para tentar concluir o processo do mensalão. A previsão é de que nesta segunda-feira, ou no mais tardar na terça-feira, o colegiado finalize a votação sobre o último item da pauta e em seguida comece a analisar questões pendentes de apreciação: o destino dos seis réus cujo julgamento terminou empatado e a dosimetria da pena (o tempo da pena de cada réu condenado).

Os ministros do STF avaliam que mesmo com a sessão extra marcada para amanhã não deve haver tempo suficiente para encerrar a análise do processo nesta semana. Os magistrados consideram que haverá muita polêmica no tribunal na avaliação das penas a serem aplicadas.

O relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, deseja encerrar o julgamento nesta semana, para viajar à Alemanha no dia 29, para tratamento da coluna.

Tudo o que sabemos sobre:
MENSALÃOJULGAMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.