STF requisita cópia de perícia do caso Renan

Laudo a ser entregue nesta quinta é decisivo no processo por quebra de decoro a que o senador responde

VANNILDO MENDES, Agencia Estado

14 de agosto de 2007 | 20h07

O Supremo Tribunal Federal (STF) requisitou hoje cópia da perícia que a Polícia Federal está fazendo nos documentos de defesa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O laudo, a ser entregue na quinta-feira ao Conselho de Ética do Senado, é decisivo para o julgamento do processo por quebra de decoro parlamentar a que Renan responde, sob a acusação de ter despesas pessoais pagas por um lobista da empreiteira Mendes Júnior. Com a requisição do STF, o documento servirá também como prova no inquérito criminal aberto contra Renan a pedido da Procuradoria-Geral da República.Veja também: Denúncias contra Renan abrem três frentes de investigação Estou à disposição para relatoria, diz aliado de Renan Cronologia do caso Renan  Veja especial sobre o caso Renan   Veja os 30 quesitos da perícia da PF  No inquérito, que tem como relator o ministro Ricardo Lewandowski, o Ministério Público pede que sejam investigadas suspeitas de enriquecimento ilícito, uso de documentos falsos, prevaricação e crimes financeiros que pesam contra o senador. A pena por quebra de decoro é a cassação e perda dos direitos políticos por oito anos. Já no STF, caso condenado, Renan pode pegar pelo menos cinco anos de prisão, além de ter que pagar multa. O senador garante inocência e disse estar convencido de que será absolvido de todas as acusações.

Tudo o que sabemos sobre:
Renanconselho de ética

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.