STF recebe queixa de estupro contra Feliciano e envia a Janot

STF recebe queixa de estupro contra Feliciano e envia a Janot

O deputado do PSC é acusado pela jornalista Patrícia Lélis de tentativa de abuso sexual e agressão

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2016 | 21h53

BRASÍLIA - O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Brasília a queixa sobre estupro apresentada contra o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP).

O caso foi enviado ao Supremo nesta quinta-feira, 18, porque Feliciano tem foro privilegiado. O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, encaminhou o material ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Caberá a ele decidir se pede ou não abertura de inquérito contra o deputado.

Também na quinta, a Polícia Civil de São Paulo indiciou a jornalista Patrícia Lelis, de 22 anos, por tentativa de extorsão e falsa comunicação.

Além de acusar Feliciano de tentativa de estupro, a jovem afirmou à polícia que estava sendo mantida sob coação e ameaça pelo chefe de gabinete de Feliciano, Talma Bauer, na semana em que esteve em São Paulo – entre 30 de julho e 5 de agosto –, porque pretendia denunciar o deputado do PSC.

Logo depois desse depoimento, a política chegou a cogitar a prisão temporária de Bauer, mas voltou atrás após ouvir novas testemunhas e obter provas que descaracterizavam a situação de sequestro. Entre elas está um vídeo em que Patrícia e o assessor de Feliciano aparecem negociando o pagamento de R$ 50 mil pelo silêncio da jovem.

O Estado não conseguiu contato com Feliciano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.