STF quer explicação sobre suspensão da CPI do Apagão

Chegou nesta segunda-feira à Câmara dos Deputados um requerimento do Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo informações ao presidente da Casa, deputado Arlindo Chinaglia (PT), sobre a suspensão da instalação da CPI do Apagão Aéreo. A Câmara tem prazo legal de dez dias para enviar as informações ao STF. O ministro Celso de Mello, autor do requerimento, espera a resposta para poder tomar uma decisão sobre o pedido dos partidos de oposição (PFL, PSDB e PPS) para que o tribunal mande a Câmara instalar imediatamente a CPI. O governo vai insistir em votar na terça, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o recurso do PT contra a instalação da CPI do Apagão Aéreo. O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, disse que é uma decisão política que servirá de sinalização para a decisão do STF. O governo tem ampla maioria na CCJ para aprovar o recursos do PT contra o funcionamento da CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.