STF pode receber informações sobre CPI do Apagão Aéreo

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT), poderá enviar ainda nesta segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) as informações sobre a CPI do Apagão Aéreo. Chinaglia tem até quinta-feira para responder ao pedido de informações do Supremo, que irá decidir se a CPI será instalada ou não. Chinaglia criticou a obstrução das votações no plenário feita pela oposição, e disse que a medida não irá "retardar ou acelerar" o encaminhamento dos dados. "Neste momento, a decisão está nas mãos do Supremo, tudo aquilo que era tramitação na Câmara foi feito. Não há como, neste momento, haver qualquer atitude que altere aquilo que foi o trâmite e decisão da Câmara", disse o presidente da Câmara.O deputado disse que irá analisar o documento elaborado pela assessoria da Casa. "Se já estiver pronto e se tiver acordo da minha parte com o que está escrito, vou fazer. Não trabalho nem com o aceleramento da resposta, nem tampouco com o retardamento. Vou fazer bem feito."Chinaglia disse ainda que o plenário deverá votar ainda nesta semana as medidas provisórias que trancam a pauta, inclusive as MPs que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.