Estadão
Estadão

Supremo nega pedidos de ministros e senadores para ter acesso à delação de Ricardo Pessoa

Os pedidos de acesso à delação foram protocolados no Supremo desde a semana passada quando a imprensa divulgou nomes citados pelo empreiteiro como beneficiários de doações oriundas de caixa dois

Beatriz Bulla, O Estado de S. Paulo

02 de julho de 2015 | 17h41

Brasília - O ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou acesso à delação premiada do dono da UTC, Ricardo Pessoa, aos ministros da Comunicação Social, Edinho Silva, e da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e aos senadores Aloysio Nunes (PSDB-SP) e Edison Lobão (PMDB-MA).

Os pedidos de acesso à delação foram protocolados no Supremo desde a semana passada quando a imprensa divulgou nomes citados pelo empreiteiro como beneficiários de doações oriundas de caixa dois.

A delação de Ricardo Pessoa foi homologada por Teori Zavascki na última quinta-feira, 26, e permanece em sigilo no Tribunal. A partir das revelações feitas pelo dono da UTC, a Procuradoria-Geral da República (PGR) deve reforçar investigações já em curso e também solicitar abertura de novos inquéritos, para apurar casos que ainda não estavam sob análise dos investigadores.

Tudo o que sabemos sobre:
operação lava jatoricardo pessoaSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.