STF não concede liminar para libertar Dantas

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, não concedeu liminar para libertar o sócio-fundador do Opportunity, Daniel Dantas, preso ontem pela Polícia Federal na Operação Satiagraha. Mendes, porém, atendeu uma parte do pedido feito pelos advogados de Dantas para que tenham acesso aos autos do inquérito. Na decisão, o presidente do STF pede informações à Justiça de São Paulo sobre as razões do pedido de prisão. Além de Dantas, estão presos desde ontem o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e o investidor Naji Nahas, em decorrência da Operação Satiagraha, deflagrada na seqüência de investigação sobre suposto esquema de desvio de verbas públicas, corrupção e lavagem de dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.